UA-43746870-1

81-0-0000-0000

NO AR

Voz do Brasil

www.radiopontefm.com

Brasilia

Temer: tortura é 'inadmissível', mas não se trata criminalidade 'com rosas na mão'

Publicada em 11/06/18 as 19:48h por Gideão Santana - 289 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Rádio Ponte FM 98.5)

presidente Michel Temer afirmou nesta segunda-feira (11) que a tortura é "inadmissível", mas não se trata a criminalidade "com rosas na mão".

Temer participou da cerimônia de sanção da lei que cria o Sistema Único de Segurança Pública, no Palácio do Planalto.

O presidente deu a declaração ao destacar presença do ministro dos Direitos Humanos, Gustavo do Vale Rocha, no evento.

"A tortura é inadmissível, mas não se pode tratar a criminalidade com rosas na mão. [...] Não vamos ultrapassar o limite da legalidade", declarou.

Greve dos caminhoneiros

Em seguida, Temer aproveitou o discurso para falar sobre a greve dos caminhoneiros. A paralisação da categoria, contra o aumento no preço do diesel, durou 11 dias e levou o país a uma crise no abastecimento.

À plateia presente ao evento no Planalto, Temer destacou que a Advocacia Geral da União (AGU) utilizou os instrumentos jurídicos para conseguir, no Supremo Tribunal Federal, desbloquear as vias interditadas pelos caminhoneiros.

"Disseram que o governo deveria sair espancando as pessoas para impedir [a greve dos caminhoneiros]. Usamos o diálogo, no primeiro momento, e, depois, a autoridade, conectada ao diálogo. Chamamos as forças federais e, em breve tempo, superamos algo que parecia insuperável. Utilizamos os instrumentos jurídicos", acrescentou.

Para liberar as rodovias bloqueadas por caminhoneiros, Temer acionou as Forças Armadas e o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, afirmou que os militares agiriam de maneira "enérgica".

Sistema de Segurança Pública

Ao destacar a sanção da lei que cria o Sistema Único de Segurança Pública, Temer ressaltou que a violência é um "drama" que faz parte do cotidiano dos brasileiros nas cidades e no campo.

Segundo o presidente, essa "inaceitável tragédia humana" é hoje enfrentada principalmente por mulheres, jovens e crianças;

"O fato é que nós todos somos vítimas de uma criminalidade que, cada vez mais sofisticada, precisa de um combate também sofisticado, igualmente articulado e coeso", afirmou Temer.

A criação do SUSP foi articulada pelo Minsitério da Segurança Pública, criado neste ano pelo presidente.

A pasta passou a ser responsável pela Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria Nacional de Segurança Pública, por exemplo, antes vinculadas ao Ministério da Justiça.






Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Enquete
Qual dessas Redes Sociais você acessa?

 whatsApp
 Youtube
 Facebook
 Twitter







.

LIGUE E PARTICIPE

081 3522-1508

Copyright (c) 2018 - Rádio Ponte FM 98.5 - Radio Ponte FM 98.5 Fone: 81 3522 1508 Endereço: Rua João Paes Barreto 42a Alto do Sol, Ponte dos Carvalhos, Cabo de Santo Agostinho-PE